Videos

Produção: Vida Loka Produções
Roteiro, edição e colorização: Billy Saga
Modelo: Izabela Meldo

Apoio:
Fundação JK – www.fundacaojk.org.br
Movimento SuperAção – www.movimentosuperacao.org.br

Música original: João Donato e Gilberto Gil
Letra rap e rimas: Billy Saga
Refrão: Ju Caldas
Côro: Candy Nunes, Val Costa, Rafa Bapi e Pedro Montagnana
Produção, violão e guitarra: Rafa Bapi (Pé Grande Produções)
Produção e teclado: Pedro Montagnana (Pé Grande Produções)
Bateria: Jean Dolabella (Family Mob Studios)
Percussão: Bacalhau (Baterista do Ultraje a Rigor)
Mixagem: Pedro Montagnana e Rafa Bapi
Gravação vozes: André Kbelo – Family Mob Studios – Projeto Rubber Tracks by Converse @rubbertracks @converse_br
Finalização: Estúdio Pé Grande Produções
Mixagem: Renato Patriarca e Lucas Medina – Midas Studio
Masterização: Renato Patriarca – Midas Studio
ISRC BX-WNI-16-00007

Download do disco em WAV: www.vidaloka.net/versaoWav
Download do disco em MP3: www.vidaloka.net/versaoMp3

Site: www.billysaga.com
Facebook: www.fb.com/mcbillysaga
Instagram: www.instagram.com/billysaga
Twitter: www.twitter.com/billysaga

Contato para shows: Marcelo (11) 9 8991-1000

Letra
Refrão
(Ju Caldas)
Emoriô, Emoriô
Emoriô, Emoriô

Emoriô deve ser uma palavra Nagô, uma palavra de amor, um paladar
Emoriô deve ser alguma coisa de lá, o Sol, a Lua e o Céu, pra Oxalá
Emoripaô

Emoriô, Emoriô
Emoriô, Emoriô
Emoripaô

Então se liga sangue bom eu tô na pista eu tô de volta
OXALÁ no coração e o guardião tá na escolta Laroiê

Eu tô na bota, progresso encalço da evolução
Só os pé grande movido a arroz e feijão e ovo

Eu decidi ser MC e tô aqui de novo
Sigo a missão, EMORIÔ a fé do povo

E no meu rap desde os beat de walkman
Léke é, Fita K7 e micro system CCE

É responsa eu pago o padê da balada
E sem mironga pa abrir encruzilhada

Se eu tô rua, falta acesso na calçada
Guerreiro Ogúm Patakouri abre a estrada

O que eu quero é achar uns flow no rap as base trap, joe
E uns moleque de apetite pá dobrar no show

Livre eu venho e vou em Português ou Iorubá
Língua sem osso engasga, a pausa é pá usá

E que Orisá Nilá apare as arestas
Cê me tromba na rua e eu te trombo nas festas

Na vibe da floresta que me leva até lá
Salve suas forças Caboclo Tupinambá
Okê Caboclo!

Emoriô, Emoriô
Emoriô, Emoriô
Seu epa babá

Emoriô, Emoriô
Emoriô, Emoriô
Emoripaô